Nerds-On

Informações, novidades e curiosidades. Tudo e mais um pouco sobre tecnologia da informação


Deixe um comentário

Porque você (e sua empresa) precisam (mesmo!) de um arquiteto de informação

Olá pessoal que curte os posts do Nerds-On, meu objetivo é mostrar porque você e sua empresa precisam do trabalho de um arquiteto de informação.

Vamos fazer assim, leiam as afirmações abaixo, caso alguma delas seja verdadeira  em um contexto que envolva a sua empresa ou a empresa em que você trabalha (encaminhe este artigo para o seu chefe ler também, ele vai lhe agradecer mais tarde), então é porque tem grandes chances de você precisar um arquiteto de informação e ainda não saber disso. Vamos lá:

– É comum os usuários de nossos softwares  criticarem a disposição dos itens de menu e a dificuldade para encontrar o que precisam com rapidez e intuição. (   ) Verdadeiro (   ) Falso;

– Meu website é completo, cheio de informações, mas costumo receber dúvidas e questionamentos sobre informações que já se encontram no site, mas o usuários não conseguem achar.  (   ) Verdadeiro (   ) Falso;

– Outros softwares/sites do mesmo segmento tem mais clientes, apesar de meu software/site dispor de recursos e conteúdo mais interessante.  (   ) Verdadeiro (   ) Falso;

– Preciso de uma interface mais atual em comparação com o que existe no mercado. (   ) Verdadeiro (   ) Falso;

– Não sei se a quantidade de opções que nosso software tem está bem distribuída e de fácil acesso. (   ) Verdadeiro (   ) Falso;

Para compreender melhor a função de um arquiteto de informação e porque sua empresa vai precisar de um profissional como este, podemos fazer uma comparação direta com um arquiteto (arquiteto mesmo, destes envolvidos em construção, decoração, etc). Os arquitetos são responsáveis por definir a organização de uma estrutura física, focando desde a apresentação externa, a praticidade e conforto de um ambiente interno, e o propósito que este ambiente deve atender (um prédio comercial tem a disposição dos cômodos diferenciada em relação a um prédio para moradia). Continuar lendo


3 Comentários

Tornando os aplicativos mais interessantes – Gamification

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu sou o Tiago Booz, e vou postar aqui no Nerds-On assuntos relacionados a usabilidade e arquitetura de informação, gerenciamento de projetos, análise de sistemas, e o que mais eu achar relevante pra contribuir. :P

Press start

Vou começar falando de um termo que para muitos pode não ser tão comum, mas acredito que a maioria de vocês já deve ter tido algum tipo de contato com alguma ferramenta que se utiliza das técnicas do “Gamification”!.

Tudo pode ser um jogo.

Tudo pode ser um jogo.

Gamification (ou gamificação – o termo até já foi abrasileirado) é o uso de mecânicas de jogos e técnicas de design de jogos em contextos reais e virtuais que não estejam relacionados diretamente a um jogo (e quando falo de jogo, falo de qualquer tipo de jogo, seja uma partida de Banco Imobiliário, ou mesmo uma partida de FIFA 13 com os amigos).

O gamification pode ser aplicado em qualquer tipo de negócio: processo, serviço, software, vendas, e por aí vai. Adota-se o uso do gamification para tornar um negócio mais atrativo e divertido, buscando fidelizar os usuários, promovendo uma competição sadia – como uma partida de Call of Duty com os amigos, ou mesmo quando você e seus amigos competiam pra saber quem fazia o maior score em Tetris, naqueles Brick Games dos anos 90. Continuar lendo