Nerds-On

Informações, novidades e curiosidades. Tudo e mais um pouco sobre tecnologia da informação

Dojo Nerds-On

Na onda dos Dojos, o Nerds-On aproveita para adaptar um pouco de cada conceito de dojo existente para criar mais um meio de troca de conhecimento entre os membros do Nerds-On, seus amigos e seus leitores.

Dojo Nerds-On é uma forma de reunir profissionais para a troca de experiência e aumento de conhecimento entre eles. Não há restrição de área dentro de TI, o dojo pode ser feito em qualquer assunto dentro da área de TI e todos os profissionais podem participar para estar aprendendo coisas novas e auxiliando seu crescimento profissional.

Para que o Dojo ocorra é necessário que exista um profissional que faça o papel de facilitador do Dojo. O facilitador será responsável por toda a organização do dojo, desde a definição do desafio até o acompanhamento e auxilio de todo o Dojo. Normalmente o facilitador faz o desafio na sua área de domínio para poder auxiliar a equipe.

Organização do Dojo

Dojo,o facilitador pode utilizar uma ferramenta durante o evento para guardar todas as anotações feitas. A ferramenta Session Tester (http://sessiontester.openqa.org/) pode auxiliar nessa organização do tempo das anotações do dojo. É dever do facilitador compilar todo o material, troca de experiência e discussões em um documento para publicar aos participantes ou até publicar no blog Nerds-On para compartilhar com os leitores como ocorreu o Dojo.

Definir o desafio

O segundo ponto que é necessário definir para o Dojo é a data e o tempo de duração do Dojo. Esse tempo de duração é essencial para organizar o Dojo. O tempo total do Dojo precisa ser dividido em tempo de apresentação do que é o desafio, tempo de resolução do desafio, tempo de apresentação dos resultados, finalização do Dojo.

Definir o Tipo do Desafio

Definir como será o Dojo. O Dojo pode se comportar de forma cooperativa, competitiva ou incremental.

  • No modelo cooperativo a equipe participante do Dojo vai trabalhar em uma única equipe para cumprir o desafio, onde os participantes vão conversar todos entre sí para decidir a melhor solução para o problema e a divisão das atividades para cumprir a mesma. Esse modelo é usado normalmente para o desenvolvimento de uma aplicação, para desenvolver o trabalho em equipe ou para praticar atividades de gestão.
  • Na forma competiviva os participantes do Dojo são divididos em equipes separadas e cada equipe vai resolver o desafio, sendo que para todas as equipes o desafio lançado é o mesmo. Mesmo sendo uma forma competitiva, o objetivo não é ter um vencedor, mas sim termos formas diferentes de resolução de um problema para depois termos troca de experiência entre as equipes para compartilhar as diferentes formas de resolução e saber porque cada equipe fez uma forma diferente.
  • No modelo incremental o desafio é lançado para a equipe, porém a equipe terá apenas um computador, no qual poderá atuar 1 participante trabalhando em par com um auxiliar. Os demais participantes da equipe poderão apenas observar e fazer anotações, sem dar palpites. Neste formato o período total do desafio é dividido para que haja rotatividade do participante que manipula o computador e de seu auxiliar, assim teremos uma solução com um pouco do dedo de cada um. O objetivo deste formato é a observação das atividades feitas pelos companheiros do Dojo e também ver as diferentes formas que resolução do desafio todas juntas.

Autor: dg2ee

Arquiteto de Software e Analista de Sistemas. Desenvolvendo com Java a 12 anos.