Nerds-On

Informações, novidades e curiosidades. Tudo e mais um pouco sobre tecnologia da informação

Tornando os aplicativos mais interessantes – Gamification

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu sou o Tiago Booz, e vou postar aqui no Nerds-On assuntos relacionados a usabilidade e arquitetura de informação, gerenciamento de projetos, análise de sistemas, e o que mais eu achar relevante pra contribuir. :P

Press start

Vou começar falando de um termo que para muitos pode não ser tão comum, mas acredito que a maioria de vocês já deve ter tido algum tipo de contato com alguma ferramenta que se utiliza das técnicas do “Gamification”!.

Tudo pode ser um jogo.

Tudo pode ser um jogo.

Gamification (ou gamificação – o termo até já foi abrasileirado) é o uso de mecânicas de jogos e técnicas de design de jogos em contextos reais e virtuais que não estejam relacionados diretamente a um jogo (e quando falo de jogo, falo de qualquer tipo de jogo, seja uma partida de Banco Imobiliário, ou mesmo uma partida de FIFA 13 com os amigos).

O gamification pode ser aplicado em qualquer tipo de negócio: processo, serviço, software, vendas, e por aí vai. Adota-se o uso do gamification para tornar um negócio mais atrativo e divertido, buscando fidelizar os usuários, promovendo uma competição sadia – como uma partida de Call of Duty com os amigos, ou mesmo quando você e seus amigos competiam pra saber quem fazia o maior score em Tetris, naqueles Brick Games dos anos 90.

Brick Game

Brick games, levando a disputa pelo maior pontuação a nível social.

O gamification também tem o objetivo de tornar a tecnologia mais engajadora, encorajando os usuários a encarar novas ferramentas e recursos com base nas “recompensas” e “pontuações” promovidas pelo uso do gamification.

O termo Gamification pode ter sido criado em 2004 pelo empreendedor britânico Nick Pelling, ao criar a primeira startup de consultoria em gamification, a Conundra Ltda. Atualmente é comum começar a ouvir o termo dentro do meio empresarial (sempre associado com “inovação”) e em empresas de desenvolvimento de software. O gamification começou a virar tendencia dos investidores e no campo técnológico. Diversas plataformas de gamificação vem surgindo no mercado, fornecendo tecnologias e engines para implementação de gamificação em aplicações não relacionadas a jogos.

Na prática

O exemplo mais popular quando começamos a falar de gamification é o Foursquare, com seus badges (medalhas por cumprir determinado objetivo) pontuação, e ranking semanal.

O Sebrae promove a muito tempo o “Desafio Sebrae”, um jogo virtual para universitários empreendedores. Ganha o jogo a equipe que melhor administrar uma empresa fictícia.

Sites onde você precisa preencher questionários com uma série de perguntas e informações fazem com que você forneça as informações através de uma série de etapas (que são demarcadas por uma barra de progresso – 10%, 50%, 100%!), sendo que quanto mais etapas você completa do questionário, mais ferramentas e recursos do site são disponibilizados.

O GetGlue fornece stickers (adesivos) virtuais para os check-ins que você faz nos filmes e séries que assiste. Quando você acumula 20 stickers, o GetGlue te recompensa com uma cartela de adesivos reais, pra você colar onde quiser (ok, o GetGlue é uma rede social focada em adolescentes!).

O site  IGN.com criou um sistema de recompensas para os assinantes de suas newsletters e para quem comenta e contribui com conteúdos no site. No caso das newsletters, quanto mais newsletters você assina, e quanto mais links da newsletter você abre, mais pontos você ganha.

Técnicas

Algumas das técnicas mais comuns:
Emblemas de conquistas – badges ou stickers, ou mesmo como os PSN Trophies e o achievements da Live;
Níveis de conquistas – como levels em um RPG;
Ranking de usuários – com base na pontuação dos usuários, por cumprirem determinadas tarefas;
Barra de progresso – Utilização de uma barra de progresso ou outra métrica visual que indica o quão perto as pessoas estão de completar certas tarefas que uma companhia está tentando encorajar, como completar um perfil numa rede social ou ganhando um prêmio por lealdade de frequência a lojas;
Sistemas para premiar, recuperar, trocar ou presentear pontos – sistemas de fidelidade onde o usuário troca pontos por produtos;
Desafios entre usuários – como responder charadas, desvendar enigmas, normalmente os primeiros que desvendam, ganham;

Exemplo de recompensas que podem ser aplicadas

Exemplo de recompensas que podem ser aplicadas

Tutorial – Aprendendo Gamification

O Coursera (que falarei melhor em outro post) oferece um curso gratuito de de gamification:  https://www.coursera.org/course/gamification – o curso é totalmente online, vale a pena ficar de olho nas próximas datas do curso e participar, o curso é dividido em 12 unidades bem completas sobre o assunto. É preciso um conhecimento mediano no idioma inglês.

Money maker – Tornando uma legião de fãs 

O gamification é uma prática que quando bem aplicada pode tornar qualquer aplicação mais atrativa (e porque não mais rentável). Se alinhado com uma boa estratégia de marketing focando as recompensas nos segmentos de mercado que se deseja atingir, o gamification pode contribuir para aumentar a base de usuários de sua aplicação com facilidade, e torná-los fiéis ao seu negócio (ninguém vai querer perder o topo de uma scoreboard, assim como ninguém quer perder o “mayor” no Foursquase).

Thank you for playing

Espero que tenham curtido pessoal, quem compartilhar este post ganha 10 pontos de fidelidade com o Nerds-On!

PS: ainda não sabemos o que fazer com os pontos! :P

Créditos (fontes):

http://blog.opovo.com.br/gameload/2012/08/20/gamificacao-voce-sabe-o-que-isso-quer-dizer/
https://www.coursera.org/course/gamification
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gamifica%C3%A7%C3%A3o

Autor: Tiago Booz

Rude, sarcástico, tenho uma nuvem negra em cima da cabeça. Cuidado ao se aproximar! Analista de sistemas, gamer, colecionador de quadrinhos, cosmopolita. Blumenau, Brazil · http://twitter.com/city_hawk http://meadiciona.com/city_hawk

3 pensamentos sobre “Tornando os aplicativos mais interessantes – Gamification

  1. Gostei da Matéria.

  2. O assunto é bem interessante. No TDC-SP de 2012, o palestrante Marlon Luz demonstrou a aplicação dessa temática no uso do Scrum. Os resultados são interessantes. Vale a ver a apresentação compartilhada: http://slidesha.re/L9wtdm